Como elaborar uma Ata de condomínio

Como elaborar uma Ata de condomínio – União Social

Seja ordinária ou extraordinária, toda assembleia de condomínio deve ser resumida em uma ata. A ata de condomínio é um documento legal que contempla tudo o que foi discutido durante uma reunião e quais as medidas serão tomadas a partir dela.

A elaboração da ata do condomínio é de responsabilidade do secretário. É indicado que seja elaborada no computador e deve conter a assinatura de todos os participantes na ultima página. Essas assinaturas são coletadas no dia da assembleia após a leitura do documento. Seja você morador, membro comissão, síndico, conselheiro fiscal ou secretário, sua assinatura deve conter no documento uma vez que você participou da assembleia.

A princípio, elaborar uma ata de condomínio parece ser uma tarefa simples. Todavia, são necessário diversos cuidados para fazê-lo de maneira correta. O documento vai validar todas as ações do síndico e servirá de prova do que foi deliberado nas assembleias. A linguagem da ata de condomínio deve ser informal, facilitando o entendimento de todos que solicitarem sua leitura.

Gostamos de dividir a ata em partes que ficam juntas no mesmo documento: transcrição resumida do edital (dia, horário, local, pauta); Assinatura dos presentes (que antecede a transcrição do ocorrido na assembleia após aberta); A ata propriamente dita, que deve ser redigida durante a assembleia para ser lida e aprovada ao final pelos presentes, além de assinada pelo presidente e secretario da assembleia.

Isto se aplica mais facilmente quando a ata é feita em livro de atas. Se é feita em computador, acaba-se tendo dois documentos: edital + lista de presentes; e a ata propriamente dita.

Como elaborar uma ata de condomínio

Vamos por parte:

Como começar uma ata de condomínio

Antes de qualquer coisa, entenda qual é a sua função no condomínio. Existem secretários que são exclusivamente voltados para a elaboração da ata e àqueles que presidem e organizam as assembleias. Se você é o responsável pela ata, talvez até possa participar da reunião mas não deve ter outra responsabilidade para o seu acontecimento.

Já deixe a ata pré pronta antes da assembleia. Algumas informações pré escritas facilitação o processo e diminuirão o risco de erro em sua elaboração. Algumas dessas informações, são:

  • Nome do condomínio; Como elaborar uma Ata de condomínio
  • Natureza da assembléia: reunião regular, semanal, anual, ordinário, extraordinária?;
  • Resumo do edital de convocação: Data, hora prevista de início e término e lugar da reunião, pauta;
  • Lista dos presentes , com indicação da unidade e coleta de assinatura;
  • A transcrição dos fatos ocorridos na assembleia, resumidamente;
  • Nome do presidente ou líder da reunião e do secretário, inclusive dos substitutos;
  • Espaço para a assinatura do presidente da assembleia e o redator da ata;
Durante a assembleia:
  • Distribua a lista de presença (se a ata feita em computador);
  • Faça o registro de todas as deliberações da assembleia;
  • Anote o resumo das discussões;

Ao final da reunião, leia a ata, submeta a aprovação da assembleia, colete a assinatura do presidente da assembleia e do secretario redator da ata. O próximo passo é o registro da Ata de condomínio referente a assembleia em questão no cartório. Não existe obrigatoriedade para o registro, porém tê-la registrada em Cartório é  garantia de que não será extraviada.

A ata deve ser disponibilizada para que todo o condomínio fique ciente do resultado da assembleia. É boa prática permitir o acesso de todos à ata.

A Ata compõem a legislação do Condomínio e deve ser bem arquivada para evitar extravios, pois podem ser imprescindíveis quando de julgamentos judiciais para justificar atos de síndicos, conselheiros e condôminos.

Até a próxima 🙂

União Social Administração de Condomínios

Leave A Response

* Denotes Required Field